Olho para sua imagem
Percebo um ar de coragem
Que protege seu lado fraco
Te dando um ar de sensato
Você disfarça
Mas não acha graça
Porque guarda uma falta
Foco no seu rosto
Fechado pra não ser exposto
Amarrado pra ficar sério
Então sei que há mistério
Espero sua voz ouvir
Saber o que te faz sorrir
E a resposta vem no mesmo instante
Então sei que há mistério
.
.

A vida é uma ciranda

Dança de roda sem fim
Um dia você vai girando
No outro não é bem assim
Tem menina que dança suja, descalça
Rasgada e sorriso no rosto
Enriquece bota o salto alto
E aí roda e mexe sem muito gosto
Tem gente que pisa no pé e nem vê
O vizinho reclama de dor
A dança não pára pra gente aprender
Que tem meia-volta; nem tudo é encanto
Quando o bailado é bonito
Mocinha que acha que já se acertou
Esquece que vem passo novo
E quando ela cai o bem-bom já passou

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *